Translate

29 maio 2014

Bridi entrevista Snowden e ele pede asilo ao Brasil

Sônia Bridi, repórter do Fantástico, entrevista Edward Snowden na Rússia. O ex-técnico da agência de segurança nacional dos EUA é mundialmente conhecido por ter divulgado os segredos da espionagem americana. A matéria exclusiva saiu no Fantástico de 01Jun2014
Segundo Snowden, sua denúncia "não é sobre privacidade, mas sobre liberdade. Sobre o equilíbrio entre os direitos individuais e o direito que os governos têm de coletar informações. Se vigiarmos cada homem, mulher ou criança, do momento em que nascem até quando morrem, podemos dizer que eles são livres? Isto é muito perigoso, pois mudamos nosso comportamento se sabemos que estamos sendo vigiados. É uma ameaça à democracia". 
Da esq. para a dir. Edward Snowden, David Miranda, Glenn Greenwald e a documentarista Laura Poitras
Durante a entrevista, Snowden pede asilo ao Brasil. Veja a entrevista completa e exclusiva, durante uma hora, exibida pelo programa Milênio (Globo News), no vídeo a seguir.
Petrobras foi espionada pelos EUA, apontam documentos da NSA. Confirmação da espionagem está em documentos ultrassecretos, vazados por Edward Snowden, ao qual o Fantástico teve acesso exclusivo em reportagem anterior (de 08/09/2013 - veja vídeo), assinada por Sônia Bridi e Glenn Greenwald
Um dos grandes interesses da espionagem americana no Brasil está longe do centro de poder - em alto mar, em águas profundas (na camada pré-sal): o petróleo brasileiro. A rede privada de computadores da Petrobras é espionada pela NSA, a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos. 
A confirmação está em documentos ultrassecretos, vazados por Edward Snowden, aos quais o Fantástico teve acesso exclusivo. Snowden, que era um analista de inteligência contratado pela NSA, vazou esses documentos e milhares de outros em junho de 2013. Atualmente ele está asilado na Rússia. Esta reportagem contradiz a afirmação da NSA de que não faz espionagem com objetivos econômicos.
Paulo Pagliusi é doutor em segurança da informação e autor de livro sobre o tema. A pedido do Fantástico, ele avaliou os documentos.
Pagliusi: Os casos, as redes que são apresentadas, todas são de empresas reais. Não foram criados cenários fictícios. Tem algumas coisas que chamam a atenção. Por exemplo, havia alguns números que estavam tapados. Por que eles estariam tapados se a intenção não era esconder, porque era um caso real e não queriam que os alunos tomassem conhecimento?
Sônia Bridi: E essa seria uma espionagem que começou há pouco tempo ou vem de longo prazo?
Pagliusi: Isso não se obtém numa única passagem, não. Pelo que eu vi, é bem consistente e gera resultado muito poderoso, ou seja, é uma forma de abordagem muito eficaz.
Sônia Bridi: Só chega a esse nível quem já está praticando essa forma de espionagem há muito tempo?
Pagliusi: Exato, não há espaço para amadores nessa área.
O Ministério de Minas e Energia - MME também está na mira dos espiões americanos e canadenses. Em outra reportagem (de 06/10/2013 - veja vídeo), o Fantástico teve acesso exclusivo a mais um documento vazado por Edward Snowden, que comprova isto.

Sônia Bridi entrevista Dr. Paulo Pagliusi, no Fantástico, sobre a espionagem no MME 
material mostrado na reportagem é a apresentação de como funciona uma ferramenta de espionagem da Agência Canadense de Segurança em comunicação, a CSEC. O alvo é o Ministério de Minas e Energia do Brasil. A apresentação foi em junho de 2012 numa reunião anual de analistas ligados a agências de espionagem de cinco países.
O grupo é chamado de Five Eyes -  cinco olhos - Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.  Edward Snowden estava nessa conferência.
"Eu fiquei assombrado com o potencial, o poderio das ferramentas utilizadas. O Ministério de Minas e Energia foi totalmente dissecado”, afirma Paulo Pagliusi. A ferramenta identificou números de celulares, registro dos chips e até marcas e modelos dos aparelhos. Descobrimos que um deles é usado pelo departamento internacional do Ministério.
"O Canadá tem interesse no Brasil, sobretudo nesse setor mineral.  Se daí vai o interesse em espionagem pra servir empresarialmente a determinados grupos, eu não posso dizer”, diz o ministro Edison Lobão.
As principais informações sobre reservas minerais brasileiras são públicas, não é preciso espionar para ter acesso. Mas a estrutura do Ministério guarda informações estratégicas. Além da Petrobras, estão ligadas ao Ministério de Minas e Energia a Eletrobras, a empresa de pesquisa energética, Agência Nacional de Petróleo - ANP, que faz os leilões de campos de exploração do pré-sal e a Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL, que regula os leilões de construção de usinas.
 muito claro que o objetivo é econômico. Como o Snowden me disse na entrevista que eu fiz com ele em Hong Kong”, completa Glenn Greenwald.
Não há, nos documentos, nenhuma indicação de que o conteúdo das comunicações tenha sido acessado, só quem falou com quem, quando, onde e como. Mas quem assina a apresentação secreta termina dizendo o que deve ser feito daqui pra frente: entre as ações sugeridas, uma operação conjunta com um setor da NSA americana, o TAO (Tailored Access Operations), que é a Tropa de Elite dos espiões cibernéticos.
Objetivo: realizar uma invasão conhecida como ataque do ‘Man on the side’ - do homem ao lado. Com ela, toda a comunicação que entra e sai da rede pode ser lida e copiada. É como trabalhar no computador com alguém ao lado, bisbilhotando. Daí o nome da invasão. Este ataque permite ler o tráfego e até mesmo inserir novas mensagens, mas não permite modificar ou apagar as mensagens enviadas por outros participantes. O atacante confia em uma vantagem de tempo para ter certeza de que a resposta que ele envia para o pedido de uma vítima chega antes da resposta legítima.
Por Paulo Pagliusi. Fontes: Fantástico e Milênio

3 comentários:

  1. O novo livro do Glenn Greenwald, “No Place to Hide” (Sem Lugar para se Esconder - http://www.amazon.com/No-Place-Hide-Snowden-Surveillance/dp/162779073X) será utilizado em uma nova produção de Hollywood, do mesmo produtor de “Skyfall”, o último filme de James Bond. Veja em: http://www.hollywoodreporter.com/news/sony-nabs-film-rights-edward-704063

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há também uma versão em português do novo livro do Glenn: http://www.amazon.com.br/gp/product/B00JVXYZEY/ref=cm_cr_ryp_prd_ttl_sol_0

      Excluir
  2. Assistam ao debate ao vivo AGORA, após o Fantástico, com a repórter Sônia Bridi - http://g1.globo.com/fantastico/debate-caso-edward-snowden.html.

    Quem desejar ver a gravação do Fantástico, visite:
    http://g1.globo.com/fantastico/videos/t/edicoes/v/edward-snowden-pediu-asilo-ao-brasil/3387416/

    ResponderExcluir